18 de março de 2011

Fanfics , Uma meio-sangue corajosa

Uma meio-sangue corajosa


Estava sentada em uma cadeira da cantina na escola, quando um professor passa por mim , pára, e diz:
-Lídia! Agora para a minha sala!- falou gritando- Quero agora falar com você! Vamos andando!
Grover, fica assustado, e fala para eu ter cuidado. Mas ter cuidado com o que? O que um professor faria comigo?

Chegamos á sala, e ele começou a me questionar, perguntando: - "Quem é sua mãe?" , "Quantos anos você tem? " e "Quem é seu pai?"
Naquele dia eu acabara de completar 8 anos, então falei que eu tinha 8, lógico. Eu só sabia que meu pai era o Seu Joaquim, mas minha mãe , nunca ouvi falar dela. Claro que eu queria conhecê-la, mas como? Meu pai odiava falar dela, ele só falou que ela era bonita, inteligente, e só!
Eu só sabia que: meu pai nunca se casaria com outra.
Depois deste questionamento , O senhor Fran. (abreviatura de Francisco) virou para trás. Vi que ele estava todo tremendo, e as pernas dele viraram marrons bem escuros, começou a nascer um rabo e duas orelhas enormes! Ele virou em minha direção, e eu lhe perguntei:
-Quem é você? O que quer comigo?
-Sou um predador, e você É A PRESA!
De repente Grover apareceu, sem as calças, e sim com cascos de bode, e gritou:
-AH, não se atreva a tocar nessa garota!
-Ah, não? Por quê?- gargalhou o Senhor Fran.- Eu adoro meio-sangues!
-Grover- gritei - cuidado!
Vi que o monstro havia pegado Grover e queria comê-lo, mas peguei um lápis e apontei bem pontiagudo. Joguei o lápis no pé do monstro, e o fiz hurrar de dor, soltando Grover. Depois desmontei o apontador, peguei a sua Lâmina fixei em um outro lápis, e ataquei contra o monstro. Fazendo-o em pedaços.
  Como eu fiz aquilo? O que era uma meio-sangue? E por que Grover era meio bode?
Grover saiu correndo comigo para a rua, e me levando para uma colina, (já que é aqui em Long Island, tem muitas colinas), que fica cerca de 500 metros. Chegamos lá, Grover falou para segui-lo. Cheguei a entrada, e Grover falou:
-Bem, Lídia, este é o acampamento meio-sangue!Vamos lá dentro, lá é mais seguro.E na casa grande, pode perguntar a Quirón oque você tem de perguntas, ah , e assista ao video de segurança!- Fiquei confusa mas, concordei e fui a casa grande.
No caminho, vi várias crianças lá pelos 12, a 18 anos brincando, vi um lago comcanoas, cavalos com asas e até uma oficina de metais. Cheguei a casa grande e, claro, fui recebida por um Centauro! Igual aqueles da mitologia grega.
-Você deve ser a Lídia, prazer sou o Quirón- falou o centauro- vá ver o video de segurança naquela sala, suas perguntas serão respondidas.
Eu fui, claro né, estava com muita curiosidade! Entrei na sala , sentei em um sofá e assisti.

Depois de alguns minutos acabou, e eu percebi, eu era filha de uma Deusa, mas qual? Percebi o que era aquele monstro, era um dilasito, uma hiena gigante e monstruosa!E Grover, é um sátiro. Adorei matar a curiosidade, mas agora queria conhecer o acampamento!
Quirón chamou um menino e disse:
-Percy, você pode mostrar a Lídia o acampamento?
-Claro, Quirón!- disse Percy entusiasmado- Bem, olá Lidia, sou o Percy, filho de Poseidon.- falou a mim- Espero que goste do acampamento, sigame.
Nossa! Ele era filho de Poseidon!O Deus dos mares!
Quando ele me mostrava tudo, eu ia conversando com ele, e até que ele falou:
-Sabe, você parece minha amiga, Annabeth, ela é filha de Atenas. Mas não temos provas, então vamos esperar ter provas que Atenas é sua mãe.- disse Percy animado, pois quando soou Annabeth ele parcia animado, parecia ter uma queda por essa menina.- Bem, eu acho que deve conhece-lá, ela esta até ali!
Quando eu fui com Percy, algo aconteceu.

                           Continua...


Ferito por: Sara

Nenhum comentário:

Postar um comentário