16 de dezembro de 2012

Nada de novo?!

                        77094_241399822657938_1805012772_n_large

 Oi gente =3
Bom não vim aqui para algo especial,mas só para dar um oizinho. rsrs
A Fanfic Aventuras de uma quase Deusa Cap.3 está sendo feita, e quase acabando.
Ando bem atualizada no Twitter e Facebook, querem eles? 
@Saferrarini (twitter)
  Saferrarini On (Facebook)
Atualmente, ando bem feliz, vamos dizer. Tenho novas amigas da igreja,ando postando aqui, vou mudar de escola, etc, etc... A única coisa que eu não acredito, é que o mundo vai acabar.Estou lendo as Crônicas do Gelo e Fogo, livro 1. (mtmt fera, badass)
Reli todos os livros Percy Jackson e os Olimpianos *o*
 Também mudei meu óculos =D
Olha uma fotinho minha, com meu lindo sorriso:

                                                                           Achei essa foto linda *o*
               


Bom,por fim é isso. Obrigada e volte sempre ao Coluna da Sarinha =D
                                                               Beijinhos
                                                                   Sarinha

8 de dezembro de 2012

Grease, nos tempos da brilhantina?!



Grease, nos tempos da Brilhantinha.
Sim sim meus Cupckaques,  esse filme foi um sucesso na época de meus pais, aposto que seus pais já viram aquele musical Grease, que ao longe era muito engraçado.
Acabei vendo esses dias com minha mãe, não parava de rir com as danças que Danny Zuko (John Travolta) interpretava, dançando Summer nights, etc. Filme músical romântico, além disso comédia, que tal vocês verem?

Sobre o Filme:
Passa-se em uma época que as garotas usavam vestidos e saias abaixo do joelho. os garotos descolados calças de couro e jaquetas e eram chamados de pegadores. A história é sobre Danny Zuko (John Travolta) que longe dos amigos era um amor, carinhoso e dedicado. Isso se mostra em um verão que  ele viaja para a praia e se apaixona por Sandy Olsen (Olivia Newton-John), que morava na Austrália, e logo acharam que o amor de verão deles tinham acabado.Mas quando Danny volta para a Universidade encontra Sandy lá,mas perto dos amigos ele não é o mesmo, é um pegador mal educado "Play Boy". E a aventura é eles ficarem juntos diante de brigas e músicas.

É muito legaaal, e engraçado a princípio, as músicas são e gravar e não sair da cabeça. Peguem um dia e vejam com sua mãe, ou com seu pai, tio, tia, vô, vó, etc, preparem uma pipoca e se ponham em frente à tevê para assistir esse sucesso da telona. A ah e um gostinho desse filme para vocês:
Grease, Summer Nights
Nota: 10,0

Bom Obrigadinha por visitarem!
Vale um comentário?
Beijinhos e até a próxima!
Sarinha

6 de dezembro de 2012

Aventuras de uma Quase Deusa cap.2

                                     Tumblr_mdjf7rdycz1r9t15do1_500_large
Oioi cupckaques! welcome to my new fanfic,the second chapter!
Com mais um capítulo acompanhem o que se vem em seguida: (se emocionem plz)

                                           Aventuras de uma Quase Deusa cap.2

                                            Cheguei já com um pé na missão?

Bom todos ficavam observando a imagem acima de mim e me olhando, mas até que Quirón anunciou:
-Deêm boas vindas para Melissa, a nova filha de Poseidon!- falou com os olhos fixos em mim, então todos começaram a bater palmas e me dar parabéns.Corei, mas não queria demonstrar isso à ninguém então abaixei a cabeça e olhei os meus pés.Estava calçando um All-Star velho e surrado, muito usado. Continuaram as músicas,consegui me desconcentrar e cantar junto com meus colegas.
Depois de uma hora, ou duas, Quíron anunciou a volta aos chalés.
-Crianças já é hora de ir para os chalés.-Se virou para Percy e disse:-há, e Percy mostre o chalé de Poseidon para Melissa, deixe ela bem á vontade.
Percy assentiu com a cabeça, me chamou com uma das mãos,a outra mão estava no bolso segurando contracorrente.
-Vamos- disse ele quando começou a caminhar. Dei uma corrida atrás dele até chegar ao passo dele.Enquanto caminhávamos ele me contava suas aventuras com Annabeth e Grover, ele contou todas as emoções que esse acampamento sofreu, a volta de Thália,o Deus Pã morto e muitas coisas, as batalhas, etc.
-Então, me conte, quantos anos você tem?- mudou de assunto, me toquei que eu não falei muito de mim, ninguém sabia quantos anos eu tinha, de onde eu vinha, e algumas coisas mais.
-Tenho quinze anos- Percebi a cara dele de surpresa, mas eu tinha falado um pouco distante.Pensava como era minha vida antes, e agora.Mas logo em seguida, chegamos ao chalé. A aparência era típica do mar, algas na maioria dasparedes, alguns detalhes das conquistas de Poseidon em mármore com musgo.
Ao entrar senti um cheiro de mar,era confortante, tinham seis camas separadas com cada uma seu criado-mudo. Ao fundo uma janela com vista para o mar e ao lado um banheiro.
-Bom bem vinda nova irmã- comprimentou Percy com um sorriso no rosto- Seja bem vinda ao chalé de Poseidon.
Quando ele falou isso, o mar ficou se agitando um pouco mais, sei lá, estava meio confusa.Mas me limitei a dar um sorriso.
-Bom, você estava toda vermelha na fogueira.-demos risada.Sei lá mas parecia algo novo, que eu gostei, nunca tinha me divertido tanto, nunca tinha dado tanta risada. Foi bom.
-Ahn Percy,-comecei uma pergunta, ele se assustou um pouco, mas depois continuou a me ouvir
-Você acha que eu vou ir bem nas atividades?É que todos esperam muito de uma filha de Poseidon.
-Mel, você vai se sair bem.- falou ele colocando uma de suas mãos em meus ombros e dando um sorriso encorajador.-Agora vamos dormir.
Me deitei em minha cama, adormeci quase imediatamente.

                                                      Pov Percy
Acordei de manhã, Melissa já estava pronta para o café, estava arrumando sua cama e ajeitando suas coisas. Estava com a camiseta do acampamento, uma calça jeans e um all-star. Tinha cabelos ondulados castanhos até os ombros,olhos verdes e um sorriso abriu quando ela viu que eu acordei.De noite não consegui ver que ela se assemelhava muito a mim, era bonita.
-Você fala enquanto dorme- disse ela simplesmente, deu um sorriso zombador. Sorri de volta.
-Já me falaram isso- comentei e começamos a dar risadas.
Me arrumei e saímos para o café. no caminho vimos o chalé de Hermes e o de Deméter indo para o café, só agente estava um pouco atrasados.Olhei para o lado e um campista do chalé de Hermes tinha tropeçado mas acabou disfarçando, percebi que minha irmã também percebeu, olhamos um para o outro e caimos em gargalhadas.
Tomamos café e fomos para as atividades normais, dava para ver que Mel estava um pouco assustada, e um ato de bondade olhei para ela e falei:
-Boa sorte, você vai se sair bem- e sorri, ela pareceu mais calma, também a hiperatividade não
ajudava muito. A vida de um meio-sangue não é fácil. Logo fui com o chalé de Deméter  treinar luta com espadas. Jeef, um garoto de Deméter,me contava uma história de quando ele foi 'descoberto'. Era um garoto engraçado tinha uns 11 anos, por ai.
Ao chegar à arena, vi Melissa lutando com um menino do chalé de Hermes. Ela parecia calma,mas o menino não. Sentei-me ao lado de um campista que estava impressionado.
-Sua irmã luta bem Percy, além do mais acho que luta melhor que você-Comentou uma menina atrás de mim, olhei e vi Annabeth.Ela lançou um sorriso desafiador, mas do mesmo jeito lindo.
-Ha duvido você ganhar dela- desafiei-a. Mas ao contrário do que eu esperava ela rejeitou e fez uma cara perigosa e olhou estranhamente para o lado, acompanhei seu olhar: Rachel vinha com uma névoa verde em volta dela seus olhos estavam brancos e ela se virou para Melissa, que tropeçou assustada, recuando.
                                     A filha do deus do Mar deve caçar
                                     Com 3 meio-sangues irá ao lugar temido
                                     Um deles abandonará a fé e seguirá sozinho
                                     E um Deus se tornará inimigo
                                     E difícil será encontrar quem é seu amigo.
                                   

A 'plateia' ficou com medo, silenciosa  Rachel caiu no chão,mas logo se levantou. Olhou para as pessoas em volta dela, e confusa perguntou:
-O que foi? Como vim parar aqui?-Olhou para Melissa e com um sorriso fraco no rosto completou
- Você tem a mesma cara de assustada do que Percy.
-Ei!-protestei- Eu estou aqui tá?!
Ela olhou para mim e deu risada, alguns campistas a acompanharam. Annabeth olhou para mim com os lábios comprimidos.
-Devemos contar a Quirón
Concordei, chamei Melissa e fomos para a casa grande, mas como sempre foi, antes de chegarmos lá, Quirón já sabia e nos esperava na porta de frente.Melissa estava um pouco "fora do ar" e assustada.
-O que o Oráculo vos disse?- apressou-se Quirón em perguntar.
Contei a ele como Rachel chegou, e as palavras ditas. A cara de Quirón permaneceu um pouco perturbada, olhou para agente e depois para Melissa, mas logo em seguida desviou o olhar.
-Teremos uma nova missão, reúna os governadores de chalé, me encontrem na sala de reuniões da casa grande às sete em meia.Fale somente para os governadores, e os faça jurar que não contarão para ninguém.


CONTINUA...


Bom esse foi mais um capítulo dessa nova fanfic.
Espero que acompanhem, demorei uns dois ou três dias para escrever, então seria legal uns comentarios, né? rsrs 
Beijinhos e até a próxima!
Sarinha




4 de dezembro de 2012

Natal

65036_495202080501892_821766968_n_large
Então é natal...
Vendo arvores todas decoradas, luzinhas brilhando, lacinhos nos edifícios.Ah eu adoro o Natal, significa algo bom que nos faz bem, novas esperanças e alegrias, tempo de felicidade. Mesmo que você esteja sozinho na ceia de natal, não se esqueça que muita gente tem você no coração, então aproveite esse natal, seja feliz e nunca desista de seus sonhos.
Como você falaria feliz Natal em outras linguas?
Verbum Caro (latim)
Buon Natale (italiano)
Merry Christmas (inglês)
¡Feliz Navidad! (espanhol)


UM FELIZ NATAL A TODOS VOCÊS =)
E UM BOM ANO NOVO.

bjs
Sarinha

3 de dezembro de 2012

Nova Fic =)

Tumblr_me9hs8ddzw1rkrr5go1_500_large
Bom dia, bem vindos de volta ao Coluna da Sarinha!
Miiiil desculpas por abandonar vocês, sabe né, tinha desanimado e tals...Mas agora voltei só para "me divertir".
Bom vamos começar um textinho nem um pouco elaborado de princípio:
Nova Fanfic! Olha só:

                                           Aventuras de uma quase Deusa Ep.1

                                              Já sei quem são meus pais...
 Passeava em um belo parque onde frutas eram colhidas no mesmo instante que crianças andavam de bicicleta com seus pais supervisionando e rindo da inocência daqueles futuros adultos.Minha mãe bom, estava sentada em um banco de madeira.Olho para ela e me chama para conversar e observar os patinhos seguindo sua mãe no lago de águas azuis no central Park. 
-Ah filha, queria que sua vida fosse assim para sempre- falou meio preocupada, mas bem calma. Me assustei, por que falou aquilo?Será que algo aconteceria comigo?Mas logo esqueci, porque meu pai acaba de chegar de sua corrida habitual. Eu já era um pouco diferente, tinha dislexia e déficit de atenção já havia mudado muitas vezes de escola, porque arranjava muitos problemas,brigas, etc. Até uma vez um cachorro pitbull invadiu a escola (história looonga)...
Bom, voltamos para o apartamento que atualmente moramos em NY, antes morávamos em Nova Jersey, mas tivemos que mudar por causa do novo emprego de Danny,meu pai, eu adorei o apartamento que arranjamos.
Acordei de manhã,me levantei e me troquei relutante porque tinha de ir à escola, já que não gostava   
muito não. Só gostava das aulas de natação,onde me dava muito bem.Fui tomar café que minha mãe preparou, me surpreendi, Mãmãe me fez panquecas!Mesmo que ela seja minha madrasta, acostumei a chamá-la de mãe.
-Filha estamos atrasados!-gritou meu pai, correndo para pegar sua mala de trabalho. Parou e me olhou silenciosamente por um bom tempo, até que se lembrou o que ele estava fazendo e me chamou a atenção.-Vamos, já preciso pegar o carro!
-Tá, já vou.Tchau mãae-e- percebi que havia gaguejado,sempre falava normal mãe me dirigindo á ela.
Algo estranho me invadiu e acordei deitada em minha cama com muita gente desconhecida conversando com meu pai.Eram dois meninos e uma menina, a menina tinha olhos cinzas tempestuosos com mais ou menos 16 anos, cabelos louros encaracolados.Um dos meninos tinha cabelos castanhos escuros, cheirava ao Oceano... Sei lá, mas reparei que o outro garoto tinha... pés de bode? Eles perceberam que eu acordei, logo se viraram para mim. Me sentei e senti uma dor insuportável na minha perna direita, olhei para ela e começou a soltar fumaça, segurei a dor, nunca havia chorado por causa de dor, então continuei assim.Me deitei novamente mas eles pareciam assustados, parecia que eu já sabia o nome deles seilá.
-Annabeth, me ajude!-gritei para a menina loira. Ela estranhou muito mas então correu até minha cama e examinou minha perna, que continuava na mesma dor.
-Co-como você conhece Annabeth?-perguntou assustado o menino-bode, e logo olhou para o amigo.
-Ela pressentiu- apressou-se Annabeth ao falar, e me olhou nos olhos, sua cara foi de
espanto.- E-ela  é uma das semideusas mais,mais poderosas que eu já vi.
-Por que tem um menino-bode no meu quarto e gente que eu jamais vi?! E o quê!? Eu uma semideusa, isso, isso não existe!-falei  sentando e abraçando os joelhos, a dor tinha passado quando eu encostei a mão no joelho.
-Filha, eu sei que é estranho, mas você deve ir para o Acampamento meio-sangue o mais rápido o possível  você corre mais perigo aqui.-dessa vez foi meu pai que falou em um tom sério.Senti uma raiva, por que Ninguém me conta o que acontece!! QUERO SABER, e percebi que minha cara era de raiva, uma brisa vinha pela janela com fuligem, que antes não tinha vindo.Todos olharam para a janela.
-Percy, temos que levá-la a Quirón!-Falou Annabeth ao garoto á esquerda de meu pai.
-Primeiro quero saber o que está acontecendo!O que aconteceu comigo?!-Explodi essas falas, mas eles só ficaram me olhando.Levantei.-ME FALEM!
-Vamos para o acampamento primeiro.-Falou em tom calmo o menino-bode.Acabei concordando.
Eles me levaram para o terraço onde haviam pégasus, como eu havia estudado em História da Mitologia Grega.
-Você vem comigo...- Falou o menino- Por acaso, não nos apresentamos. Eu sou Percy Jackson, ela é Annabeth e esse "menino-bode" é Grover.
-Muito prazer, blá blá, meu nome é Melissa- Falei em uma voz de pouco caso,mas na hora que falei meu nome parecia que a terra tinha se movido, e o céu mudado- Eu ainda corro perigo? Ou vamos comer uma pizza?Ou vou morrer instantaneamente?
-Melhor voarmos para o acampamento, enquanto isso te explico o que acontece "atualmente"-Falou Percy, em voz um pouco de zoação.Apontou ao cavalo do meio, que eu achei meio estranho, conseguia ouvir ele falando.
-Vocês conseguem ouvir eles falando?-perguntei em um tom de dúvida inconfundível.Annabeth,Percy e Grover se entreolharam assustados.Mas depois se tranquilizaram,ao lembrar que eu tenho pai. Sei lá o que ouve mas subimos nos cavalos e eles ficavam conversando tão baixinho...Montamos e fomos ao voo.
-Bom, primeiramente, meio-sangue é aquele que é filho de um deus com um mortal.Esse semideus tem poderem do pai ou da mãe, que quando completa 13 anos é levada para o Acampamento Meio-Sangue.Por exemplo minha mãe é Athena, o pai de Percy é Poseidon. O acampamento é nosso lar, é lá onde recebemos um treinamento adequado para lutar contra monstros, que...-Ela foi interrompida por alguma coisa que voou tão perto que pude quase ver um rosto com olhos vermelhos.-MELISSA ABAIXE-SE-gritou olhando para mim.
Mas ao invés de me abaixar, saquei uma espada que surgiu do nada no meu bolso e ataquei com reflexos rápidos, acabando com aquele monstro tão rápido quanto ele me atacou.
-BlackJack Rápido ao Acampamento!-gritou Percy instantaneamente estávamos em uma praia.Um Centauro apareceu, depois de tudo que aconteceu hoje, não me assustei.
-Bom, você deve ser Melissa a nova campista, bem vinda ao Acampamento meio-sangue!-falou com um sorriso preocupado na cara.Mas depois melhorou.-Venha ver o video de iniciantes.
E me levou para a casa grande onde assisti um vídeo e entendi tudo.Depois foi anunciado o jantar, eu me sentei com os filhos de hermes já que eu ainda não sabia quem era meu pai/mãe porque só depois entendi que Danny não era meu pai, que um dia nas férias ele tentou me falar que meu verdadeiro pai tinha morrido e eu não acreditei. Na hora da fogueira, assamos marshmellows, mas na hora que começamos a cantar algo apareceu sobre minha cabeça, um tridente mas com um fogo ao lado, muita gente achou estranho, eu,eu não era só uma filha do deus do mar, eu também era filha de uma mortal que morreu ao meu nascimento e por isso sou protegida pelo amor.


CONTINUA...





Bom primeiro capítulo, esperem por outros meus cupckaques! 
até o prox post!
beijinhos Sarinha s2